quarta-feira, 31 de março de 2010

Rafael Victor salva o CCR da derrota

A sequência do jogo entre o Operário e Cascavel, teve o domínio pleno do Fantasma que fez o 1º gol com Diego Souza e quando tudo se encaminhava para a vitória do Operário, Rafael Victor - A revelação do CCR - em uma linda cobrança de falta fez um golaço empatando a partida para a Serpente e de quebra comemorou seu 1º gol no profissional e garantiu o 1º ponto para o Cascavel nessa 2ª fase. O jogo terminou em 2 a 2, com 4 gols de bola parada.

Na verdade, muita coisa precisa ser melhorado no Cascavel para sequência da competição nessa segunda fase, estranhamente o time caiu muito de produção e não vem repetindo a mesma campanha que vinha apresentando na 1ª fase.
Pelo que se sabe, as contas estão em dia, e a visibilidade é bem maior nessa fase final, os jogadores tem todo o apoio da diretoria e aparentemente não tem motivo para tal queda. E o técnico Elói Kruger precisa repensar a maneira do time atuar fora de casa, é preciso jogar com um 3º volante, reforçando a marcação no meio, venho falando isso desde as véspera do fatídico jogo contra o CAP.

É necessário que os jogadores liderados pelos mais experientes, como Sidclei, Irineu, Ciro e Kim assumam a liderança do time valorizando mais as partidas restantes, pois ainda ha tempo para reação, e que todos façam muito mais para conseguir a classificação da equipe para serie D do Brasileiro de 2.011. Esse grupo é muito valoroso e precisam receber uma injeção de ânimo de imediato, afinal o próximo jogo contra o Iraty será uma pedreira e os jogadores precisam jogar com personalidade em busca de uma vitória. Força Cascavel!

Assis Gurgacz é Cidadão de Rondônia

Hoje os meus amigos Assis e Nair Gurgacz foram homenageados pela Assembléia Legislativa do Estado de Rondônia. Eles receberam os títulos de Cidadãos do Estado de Rondônia. Justa homenagem e justo reconhecimento. Parabéns! Veja a matéria abaixo:

FONTE: Jornal Diário da Amazônia

O empresário Assis Gurgacz, do grupo Eucatur, foi homegeado hoje, pela Assembleia Legislativa com o título de Cidadão do Estado de Rondônia. A solenidade foi no plenário da Assembleia. O título foi proposto pelo deputado Euclides Macial (PSDB) e aprovado por unanimidade na casa. O deputado Euclides Maciel destacou que o título é uma homenagem mais do que justa para um dos pioneiros que mais contribuiu para o desenvolvimento do Estado de Rondônia. “O empresário Assis Gurgacz, a dona Nair e toda a família tiveram um papel fundamental na abertura de caminhos para o desenvolvimento do Estado, numa época em que as dificuldades eram muito maiores do que as atuais e só mesmo grandes homens como o seu Assis tiveram coragem e determinação para fazer dos obstáculos uma grande oportunidade para vencer na vida e ajudar o Brasil no seu projeto de integração”, destaca. “Portanto, além de ser um grande rondoniense, um pioneiro de nosso Estado, o empresário Assis Gurgacz é um cidadão do Brasil”, frisa Maciel.Para o presidente da Assembléia Legislativa, Neodi Carlos de Oliveira (PSDC), a homenagem é o reconhecimento público da trajetória de luta e realizações do empresário Assis Gurgacz em favor do Estado de Rondônia. “A trajetória de Assis e da Eucatur se confundem com a história do desenvolvimento de Rondônia e será uma homenagem justa para um grande pioneiro deste Estado”, destaca Neodi.O parlamentar afirma que os empreendimentos da família são sinônimos de arrecadação, investimentos, geração de renda e emprego, desenvolvimento para o Estado e contribuição para a sociedade rondoniense. Amigo particular do empreendedor há mais de 20 anos, acompanhou a luta pelo desenvolvimento e acredita que a figura do filho como Senador é uma prova do compromisso da família com o Estado, no âmbito político e empresarial.O deputado estadual Neri Firigolo (PT) garante que o histórico de trabalho da família resultou em uma das maiores empresas do Estado e de transportes do Brasil, inclusive culminou com a figura de um Senador da República, o filho Acir Gurgacz. “A homenagem é uma forma de reconhecer um homem que tem honrado o Estado com seu trabalho empreendedor” - justificou.O deputado Silvernani Santos (DEM) ao falar da homenagem a Assis Gurgacz lembrou de quando chegou à Rondônia, em 1.978, época em que para fazer o trecho Cuiabá/Porto Velho era gasto 15 dias. A Eucatur era a única empresa que fazia a ligação do Território com os grandes centros. Desde então o parlamentar acompanhou o trabalho da família, “a organização, o crescimento e o espírito empreendedor e determinado” – seqüenciou, ressaltando que tais atributos não são peculiares apenas ao patriarca, mas de toda a família. “Essa homenagem aprovada pela Assembléia, de autoria do deputado Euclides Maciel, é justa, merecida e oportuna, e homenageia um cidadão que muito fez e continua fazendo pelo nosso Estado de Rondônia”, frisou.Silvernani justifica os elogios dizendo que na época as estradas eram precárias e a empresa encurtou distâncias, promovendo a integração do Estado com outros centros e no próprio Estado. “Hoje é fácil chegar a locais como Costa Marques, Machadinho, Cerejeiras, onde era muito complicado. O empreendedor Assis Gurgacz na verdade é um desbravador”, finalizou.HistóriaA Eucatur foi criada pelo empresário Assis Gurgacz em 31 de março de 1964, em Cascavel. Na década de 70, quando se falava em colonização do Norte do país, Assis Gurgacz e Nair Gurgacz, aproveitaram a oportunidade para expandir os negócios e ajudar no desenvolvimento desta região, e decidiram se instalar em Rondônia. A pequena Eucatur, hoje uma gigante no transporte interestadual de passageiros, foi quem deu curso a partir de 1971, a uma das maiores diásporas da humanidade de todos os tempos, trazendo migrantes do Sul do Brasil para colonizar então território federal de Rondônia.Naquele tempo, as dificuldades eram muitas, mas que não intimidaram o empresário que sempre teve no desafio, seu estilo de vida. Mesmo depois de 46 anos de Eucatur no Brasil, o empresário Assis Gurgacz se emociona ao falar da empresa que iniciou no ramo do transporte em 1964 com apenas um ônibus que percorria uma linha de 20 quilômetros, ligando Cascavel a Santa Tereza, no Estado do Paraná. “Desde muito jovem eu sonhava em ser motorista de ônibus. E nessa época eu era motorista e ao mesmo tempo, mecânico e lavador”, lembra o empresário. “Foi com muito trabalho e a união e determinação de minha família, com apoio dos funcionários, que conseguimos vencer as dificuldades impostas pela selva e abrir caminhos em Rondônia”, reforça.“Como irmão mais velho, Assis sempre foi um grande sonhador e não se intimidou a conhecer Rondônia. Ele veio numa época em que a malária fazia cada dia mais vítimas. Um ano depois de sua chegada, preocupado e assustado com a quantidade de mortes que a doença gerava ele pensou em desistir. Houve um momento de desespero onde ele pensou em largar tudo, mas ao se reunir com sua equipe, todos se mostraram solidários e confiantes a esperar pelo prazo de seis meses para só assim se pensar em ir embora. Logo veio a seca e os casos foram diminuindo e aqui estamos até hoje, felizes por ter valido a pena”, recorda o gerente operacional da empresa e irmão do empresário, Airton Pedro Gurgacz.O empresário atribui o sucesso da empresa a essa união de todos funcionários e diretores, enquanto uma única família. “Com a garra e união dos colaboradores conseguimos nos firmar no Estado. Percebo que conseguimos transmitir o nosso sentimento a eles, trabalhamos apaixonados pelo que fazemos. Nossa equipe tem crescido firmada na unidade, responsabilidade, respeito e confiança. E fazemos questão de valorizar os mesmos que desde o início tem enfrentado as dificuldades sem desanimar”, reafirmou Assis Gurgacz.O filho mais velho de Assis, Acir Gurgacz, hoje senador da República, e que sempre esteve ao lado do pai desbravando caminhos pelo interior de Rondônia, diz que leva para a vida pública e política o exemplo e os ensinamentos do pai. “A visão de mundo e de futuro, a firmeza nas decisões, a seriedade e o compromisso com a comunidade são características de meu pai que eu sempre respeitei, aprendi a aplicar na vida empresarial e carrego comigo para a vida pública”, salientou Acir.

Laércio Jr. está de volta

Laércio Jr. (foto) que atualmente estava na parte de documetação de atletas do CCR na secretaria do clube, volta ao comando técnico da equipe de júniores do Cascavelzinho, depois da saida precoce do prof. Edmilson que logo após a derrota do CCR na estréia da competição para o Franscisco Beltrão por 7 a 2, pediu para deixar o cargo em razão de outros compromissos profissionais.

Nei Victor - Presidente do CCR - Rapidamente reconduziu Laércio Jr. para o comando da equipe juntamente com Dala, ambos tem a missão de melhorar a performance da equipe tornando-a uma equipe mais competitiva para sequência da competição, também fica definido pelo presidente que a responsabilidade pela organização da equipe fica por conta de Sérginho Melância que é diretor das categorias de base.

CCR Participará da Copa São Paulo de Júniores

Também a nova equipe técnica e diretoria tem a função de montar uma equipe forte e competitiva com atletas nascidos nos anos de 92/93 - Visando a participação do CCR na Copa São Paulo de Júniores no início de 2.011, ja está praticamente acertada a participação da Serpente na Copa, dando mostra que a diretoria do Cascavel segue firme dando sequência no belo trabalho com o time profissional e implementando as equipes de base da Cobra, para que o clube tenha atividades o ano todo.

Nei Victor e toda sua diretoria estão de parabéns, comprova mais uma vez que com trabalho sério e planejado se colhe bons frutos e a recondução de Laércio para o comando da equipe júniores juntamente com o Dala foi acertada.

CCR tenta espantar o susto jogando com o fantasma

Depois de
ter perdido
por 5 a 0 para o CAP
na arena da baixada o CCR entra em campo
logo mais as 19:30 horas em ponta grossa será a sequência da partida entre Operário e Cascavel, que fora paralisado aos 32 minutos do 1º tempo na semana passada por causa de uma forte chuva. O jogo promete muita emoção porque ninguém quer deixar escapar os 3 pontos, pois as duas equipes ainda não pontuaram nesta 2ª fase e ambos buscam a reabilitação na competição e sonham com a participação no Brasileiro da série D.

terça-feira, 30 de março de 2010

Grêmio Imbatível - 50 jogos sem perder em casa

No domingo (28), no estádio Olímpico de Porto Alegre, o tricolor não encontrou dificuldades para alcançar a marca de 50 jogos sem perder em casa - sem derrotas no Olímpico desde setembro de 2005 -, além do 13º consecutivo sem perder, dessa vez a vítima foi o Esportivo, os 100% de aproveitamento e a liderança da Taça Fábio Koff também foram garantidos. Faltando apenas um jogo para o encerramento do segundo turno do Gauchão, as posições nas tabelas mantidas fará com que aconteça um Gre-Nal já na primeira fase do mata-a-mata.

O interessante é que no futebol Gaúcho, quase sempre é assim: Quando o Grêmio está bem, o Internacional está mal e vice e versa, não tem jeito os dois times em termos de fases não ocupam o mesmo lugar no tempo e no espaço a fase de ambos caprichosamente se encarrega de escrever a história. E isso dá um charme todo especial a essas duas espetaculares torcidas.

Os gremistas em Cascavel é só alegria e gozação para cima dos hermanos colorados, apostam que afundarão de vez os colorados no grande beira rio, mais há quem afirme que a crise colorada é só até o próximo grenal, pois triunfarão no próximo clássico. É aguardar para ver.

Darci " Tche" Casagrande é só sorriso

E na série entende muito de futebol, cito o nome de Darci "Tchê" Casagrande, que ele entende muito de futebol isso eu ja sabia, agora que a indicação de jogadores que faz para grandes de times lhe rende bons frutos, isso também ja sabia. Todos sabem a ligação que Tchê tem com o mundo futebolístico e também da sua capacidade em decifrar talentos, a última indicação mais badalada do Tchê é a do Ricardo Bueno, aquele centroavante que em 2.009 estava no Londrina e que por uma indicação do Tchê foi para o Oeste de Itápolis do então técnico Paulo Comelli e hoje é um dos artilheiros do Campeonato Paulista da divisão principal com 13 gols e é certeza que irá para um time ainda maior quando o campeonato acabar. Mais não para por aí, no elenco atual do Cascavel tem mais 4 indicações do Tchê, estão sobre a sua tutela o goleiro Veloso, o zagueiro Rodrigo, o lateral esquerdo Gilson e o remanescente do elenco de 2.009, o atacante Irineu. No acerto do Irineu eu tive uma participação, conversei com ele primeiro no CT do Belletti e posterior passei o contato para o Tchê que juntamente com o Zebrão e Jair Bordignon acertaram com o jogador em jogador em 2.009. Parabéns Tchê!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Muricy - Colorado é coração!

Tenho acompanhado a luta do Internacional de Porto Alegre no Campeonato Gaúcho desse ano e vejo a angustia e o sofrimento dos colorados principalmente da nossa terrinha, Cascavel e Região que é povoada por um grande número de Gaúchos que se dividem entre o Azul do Grêmio e o Vermelho do Internacional e não posso de forma alguma deixar de registrar esse fato.
O Inter soma 06 jogos sem vencer e a crise está instalada lá pelos lados do Beira Rio com Fossati e Cia - O Uruguaio não fala a mesma língua dos Pampas e não conseguem passar sua mensagem de treinador vencedor e copeiro que é, tanto que despertou o interresse da diretoria do Inter que não mediu esforços para trazê-lo depois de tentativas fracassadas com outros treinadores. O inter atualmente é o 4º colocado com 8 pontos na chave 02, atrás de Caxias, São José e Pelotas. Vê o Gauchão escapando das suas mãos.
Lá em 2.009, antes da contratação de Mário Sérgio Pontes de Paiva, eu defendia a contratação de Muricy que estava sem emprego após ser demitido pelo São Paulo. Defendia porque agora não defendo mais, acabo de descobrir que o Muricy teve a ousadia de pedir R$500 mil reais mensais para comandar o Internacional, você leu bem meu amigo R$500 mil mangos por mês, ao tempo que o salário de Fossati é pouco mais de 100 mil reais mensais, uma diferênça muito grande. Se isso for verdade, se a pedida dele foi tão alto assim, alguém precisa preguntar para o Muricy se ele se deu conta de que está vivendo no Brasil, um País que ainda emerge da pobreza e que luta para ofertar no mínimo 03 refeições por dia no prato da maioria dos Brasileiros que passam fome. Como que ele pode viver alheio a isso e qual o propósito de querer receber 500 mil mangos por mês? Isso é um absurdo, nenhum time Brasileiro pode ter a ousadia de pagar uma fortuna dessa por mês para um treinador. Quem tem essa condição?
Caro Muricy se isso for verdade, algo que duvido muito diante de seu brilhante histórico, deixo linkado abaixo a música da massa colorada que entoa um lindo canto a plenos pulmões reafirmando que O Colorado é Coração, para que você reflita um pouco e peça menos, mas bem menos da próxima vez. E olha que você declarou amor pelo Inter, imagine se não o amasse.

Música: Colorado é Coração - Click veja e ouça!

Oh dalê, dalê, dalê oh dalê, dalê, dalê oh Pra sempre Inter
Eu nunca me esquecerei Dos dias que passei Contigo Inter
Colorado é coração trago amor e paixão Pra sempre Inter
Oh dalê, dalê, dalê oh dalê, dalê, dalê oh Pra sempre Inter

Edmilson deixa o comando da equipe de júniores do CCR

Após a derrota da equipe de Juniores do CCR de 7 a 2 para o Francisco Beltrão na estréia do Campeonato Paranaense de 2.010 no último sábado fora de casa. O tecnico Edmilson entrega o comando do time para o presisente Nei Victor que imediatamente efetivou o Dala como novo treinador e quando acabar os jogos do time profissional o auxiliar técnico e preparador físico José Guedes se juntara ao Dala na equipe técnica, inclusive o novo treinador ja comandou os treinamentos hoje. Edmilson agradeceu a oportunidade e justifica que em razão outros compromissos profissionais fica inviabilizado sua participação integral no comando do Cascavelzinho que tem a necessidade mandar seus treinamentos em dois períodos.

Desafio 12 horas de Ciclismo


Desafio 12 horas de Ciclismo 25 de Abril de 2010 Autódromo Internacional Ayrton SennaLondrina / PRO objetivo da prova é completar o maior número de voltas no circuito dentro do prazo de 12 horas.
Cada atleta ou equipe poderá montar a sua estratégia (descansar, revezar, comer, etc...) de acordo com a categoria que esta participando. A prova será disputada individualmente ou em revezamento com equipes de dois ou quatro integrantes.
- CATEGORIAS:Individual Speed (até 29 anos – 30/39 anos – 40/49 anos – 50 anos ou acima -Feminino); Individual MTB (até 29 anos – 30/39 anos – 40/49 anos – 50 anos ou acima – Feminino); Dupla (Masculina / Feminina / Mista); Quarteto (Masculino / Feminino / Misto). Obs: Para efeito das categorias, valerá a idade que o atleta tiver no dia da prova.
- PREMIAÇÃO: - Serão premiados, todos os atletas que concluírem a prova, com Troféu Especial para os 5 (cinco) primeiros colocados de cada categoria, e Troféu de Participação do 6º colocado em diante, sendo que todos os atletas serão chamados ao pódio para receberem suas premiações.
- INSCRIÇÃO: As inscrições poderão ser feitas até as 17:00h do dia 23/04 (sexta-feira) ou quando o número máximo de inscritos for atingido. Elas poderão ser realizadas através de Depósito ou Transferência Bancária.
- PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO: Imprima a ficha de inscrição, preencha corretamente e por completo, efetue o depósito bancário, envie sua ficha de inscrição preenchida e assinada para o fax nº (45) 3038-5442, juntamente com o Comprovante de Depósito (Banco do Brasil, Agência nº 4638-8, Conta Corrente nº 7378-4. Favorecido: Rafael Feijó).
- Limite máximo de participantes: 200 atletas - VALORES: Individual: R$ 40,00Dupla / Quarteto: R$ 30,00 cada atleta - PROGRAMAÇÃO: Retirada do Kit e Bike Check In: 05:30h às 06:30h Simpósio Técnico: 06:30h às 06:55hLargada da Prova: 07:00hFinal da Prova: 19:00hMais Informações: Elite Eventos Esportivos - http://www.eliteeventos.com/ contato@eliteeventos.com - 45 9925-5443 – Rafael Feijó.
PRÓXIMOS EVENTOS: 18 DE ABRIL – DUATHLON TERRESTRE DE LONDRINA – LONDRINA/PR 25 DE ABRIL – DESAFIO 12 HORAS DE CICLISMO – LONDRINA/PR.

domingo, 28 de março de 2010

Chave Ouro: Copagril e Cascavel mantêm 100%

Notícia: Rádio Gol

Em jogos de início difícil, mas com segundo tempo de tranquilidade, Copagril e Cascavel conquistaram a terceira vitória na Chave Ouro 2010, seguindo líderes e com 100% de aproveitamento. Foram os únicos dois jogos realizados na noite deste sábado.
Em Cascavel, o time da casa goleou o Campo Mourão por 7 a 2. No primeiro tempo, Kumano abriu o marcador para os visitantes. Depois só deu Cascavel, com Aladinho, Caça e Rato já determinando a vitória no primeiro tempo.
No segundo tempo, o Cascavel ampliou com Vanderson, sofreu um com um avanço do goleiro Nikinha, aos 9`, e depois só deu Adeirton, que marcou três vezes para determinar a goleada por 7 a 2. O Campo Mourão ainda teve Kumano expulso.
A Copagril teve um início mais tranquilo. Ainda no primeiro tempo, Betinho e Chico marcaram os gols. Apesar da vantagem, o Marreco seguia equilibrando o jogo, e com um gol de Ronaldo, no início do segundo tempo. Mas aos poucos a melhor preparação de início da temporada prevaleceu e a Copagril foi abrindo vantagem. Gadeia, e Betinho por mais duas vezes, fecharam o placar.

sábado, 27 de março de 2010

E o Furacão arrasa o CCR

O Cascavel Clube Recreativo fez um jogo decepcionante frente ao CAP, com falhas no sitema defensivo, no meio campo e com o ataque inoperante, levou o 1º gol aos 11'' do 1º tempo, Javier Toledo abriu o placar na falha de Veloso em uma bola mal atrasada pelo zagueiro Rodrigo, daí ficou fácil para o Furacão que finalizou a 1ª etapa com 4 a 0 no placar.
E o Cascavel volta no 2º tempo com duas mudanças com a entrada de Ciro no lugar de Rodrigo e a entrada de Whelligton no lugar de Mineiro, para tentar segurar o ímpeto do Atlético, pouco adiantou, o time seguiu apático e levou o 5º gol e só não levou mais porque o Furacão tirou o pé do acelerador vencedo a equipe da Serpente por 5 a 0.
Agora o Cascavel busca a reabilitação nessa 2ª fase, jogando na quarta feira a sequência da partida com o Operário que foi interrompida diante da forte chuva.
E a estréia do time de Júniores do Cascavel no campeonato também não foi bom, o cascavelzinho foi a Francisco Beltrão e perdeu a partida pelo placar de 7 a 2. As coisas não foram boas hoje para o CCR.

E daí Magela?

Transcrevo a pergunta que me foi feita pelo competente e polêmico jornalísta Anselmo Cordeiro que é sem sombra de dúvidas um dos baluartes da imprensa local, no jornal Manchete Popular do também meu amigo Vilson de Oliveira. Ele me pergunta o Seguinte: "Neste diapasão , eu gostaria de saber qual é a opinião do amigo Geraldo Magela, que recentemente chegou a sugerir a união de Cascavel e Toledo para formação de um time só, juntando as forças do Oeste. como unir as forças do Oeste se Cascavel é fruto de maior divisão de forças jamais vista?"

Caro Anselmo Cordeiro, agradeço a lembrança e como não sou de fugir da raia, opino com tranquilidade a respeito desse assunto. Dias desses aqui nesse blog, eu trazia a notícia de que Cascavel poderá ter o 3º time profissional com a inserção da equipe do Tigrão do Parque na 3ª divisão do paranaense. Inclusive eu disse naquela oportunidade que a cidade não havia assimilado direito nem a existência de um time que dirá a existência de um 3º time. Dado a falta de interesse dos munícipes por futebol, poucos torcedores vão ao estádio nos jogos do Cascavel e nos dias de jogos do time do Belletti na 3ª divisão de 2.009, a presença de público quase não existiu, foi pequena.
Espero que você não esteja certo em relação a observação que faz no mesmo jornal dando conta que o time do Cascavel só está montado por interesse político. Observo ao amigo que a retomada do futebol profissional pelos Cascavelenses iniciou no final de 2.008 e naquele ano eu também fiz parte da diretoria que fez um bom trabalho de recuperação do CCR, conseguimos manter o time na divisão de elite do futebol e agora com a nova diretoria em ação o time briga por uma boa colocação no final do Paranaense.
A prova nós teremos em 2.011 com a sequência ou não desse trabalho, acredito muito na diretoria do Cascavel e tenho certeza que eles não irão nos decepcionar inserindo na administração do clube interesses políticos e pessoais. Estamos de olho e vamos registrar.
E para finalizar, quando sugerí a união da região Oeste em prol de um único time é porque via a possibilidade de termos uma equipe bem estruturada financeiramente, com diversos patrocínios, inclusive com o apoio das cooperativas de Cascavel e Região que até agora não tenho notícias de suas partipações no futebol profissional, penso que deveriam participar, afinal quase todos seus cooperados são torcedores, gostam de esportes e apoiariam tal investimento. Imagine um time forte na Região Oeste com uma folha de pagamento próximo a hum milhão de reais e com no mínimo três praças de treinamentos, oportunizando o grande celeiro de craques que temos revelando-os para o mundo, e com atividades e trabalho de base sendo ministrado o ano todo.
Disputaríamos o título de igual para igual com os grandes da Capital e seríamos campeões Paranaense, assegurando vagas para participação na Copa do Brasil, no Brasileiro e até quem sabe, na Libertadores.
Temos notícias do que o time de Foz do Iguaçu está na 2ª divisão e recentemente o Toledo caiu também. Não adianta sonharmos com clássicos regionais se os times existente estão estão na UTI a muito tempo, afundados em dívidas e logo deixarão de existirem. Por isso a idéia de um time Regional forte.

Essa foto do Jonas Sotter...

sexta-feira, 26 de março de 2010

Depois do dilúvio que venha o Furacão

Neste sábado o CCR tem mais uma prova de fogo, depois do dilúvio no jogo contra o fantasma em Ponta Grossa agora é a vez da Serpente enfrentar o Furacão na Arena da Baixada as 16 horas.
Esse jogo é uma incognita para o Cascavel que na 1ª fase empatou em 0 a 0 com o Cap em casa. Sabemos que pela lógica eles são os favoritos mas como o futebol não é feito dessa máxima espera-se que a Serpente possa atuar bem e assim neutralizar o estrago que o Furacão pretende fazer.
O time joga completo, Irineu volta depois de cumprir suspensão automática e Elói Kruger pragmático como sempre, nem quiz saber da minha sugestão de formar a equipe com 03 volantes e o time provável é o mesmo de sempre com a permanência de Tininho no lugar de Ciro que vinha fazendo um excelente campeonato mais deu brecha ao ser expulso e não retornou mais para a equipe, essa eu realmente não entendí, mais o Tininho entrou bem e não tem comprometido.
Não tem jeito, se o Casca aspira um lugar ao sol nessa competição, tem que vencer fantasma, dilúvio, furacão e todo tipo de assombração que aparecer pela frente. Se não dá o plágio daquela bela música: É nadar e morrer, na beira da praia se não tiver...Boa sorte Cascavel!

CAP - 86 anos de paixão e amizade!


Como paixão verdadeira é algo que eu valorizo pra caramba, trago o lindo texto do meu amigo Júlio César Carignano (foto) - Brilhante Jornalísta. Inclusive foi publicado hoje na Gazeta do Paraná.



Clube Atlético Paranaense - 86 anos de paixão e amizade!


Do alto da Rua XV de Novembro, um dos pontos mais tradicionais da capital paranaense, mas especificamente no Café do Comércio, nasce o meu mais ‘velho amigo’, que completa hoje 86 anos. Lá foi concebido o clube mais popular do futebol do nosso Estado, o Clube Atlético Paranaense, ou simplesmente o ‘Trétis’, fruto da fusão do ‘rubro’ América e do ‘negro’ Internacional.
A primeira partida oficial não poderia ser mais apropriada, pois não foi apenas a primeira vez do rubro-negro, mas o pontapé inicial para a maior rivalidade do Paraná: o ATLE-tiba. Fundado 12 anos antes, o Coritiba, de alcunha ‘coxa-branca’, era o mais importante time do Estado, mas sucumbiu diante do ‘debutante’ rubro negro. 2 a 0 fora o baile!
Mais tarde, em 1949, nasce o esquadrão da dupla Jackson e Cireno, que foi primeiramente chamado de ‘Tufão’ pelos jornais, porém ao perceberem que o vento ainda era mais forte, recebeu o apelido de ‘Furacão’. Já em 1968, entra em cena o grande Barcímio, o ‘Sicupira’, que não tive a felicidade de ver jogar, mas que em virtude do advento das ‘novas tecnologias’, já guardo na memória a pintura do gol de bicicleta em sua estreia contra o São Paulo, na Vila Capanema.
Essa introdução é só uma parte da história deste ‘amigo’ que completa nesta sexta-feira 86 anos. Como o espaço é curto para contar todos seus feitos, tomarei a liberdade de seguir com um texto pessoal, misto de desabafo e saudosismo de um ainda jovem ‘quase trintão’.
Se nossas famílias já amamos desde o berço, tenho que confessar que escrever sobre o Atlético é como escrever de minha ‘primeira paixão’. Falar do rubro-negro é viajar no tempo e voltar ao final dos anos 80 e início dos 90. Na época já tinha plena convicção do ‘uniforme de guerra’ que iria usar para o resto da vida, mas foi somente nesta fase que comecei a frequentar aquele que para mim sempre foi o ‘antro’ mais empolgante que já conheci.
Lembro em especial de duas oportunidades; meus pontapés iniciais na antiga quadra anexa ao Joaquim Américo, e principalmente, ao subir a rampa do ‘Caldeirão do Diabo’, certa vez com meu pai e outra com meu avô, torcedores do extinto ‘Boca Negra’ e dos ‘verdes’, respectivamente, mas que não hesitavam em me levar aos jogos e treinos do time do meu coração.
Para um garoto do alto de seus 9 ou 10 anos era uma cena de arrepiar. Na rampa, aquele grande ‘CAP’ de pedra, um ‘bando de malucos’, com grandes bandeiras com caveiras pintadas, faixas e instrumentos de percussão. Ao começar as ‘batalhas’ pensava se aquelas estruturas um tanto precárias do antigo tobogã eram seguram, pois tremiam junto com a adrenalina dos apaixonados.
Arrepio maior então ao ouvir pela primeira vez - desta vez em que ‘campo inimigo’ nas ruínas do Major Pereira - a famosa paródia de The Wall, pois, ao mesmo tempo também começava meus prazeres pela música do ‘dito cujo’, o rock. Minha imaginação fluía de tal forma que conseguia visualizar Roger Waters e David Gilmour mandando em melodia, a ‘coxarada’ para o lugar ‘que é deles de direito’.
Bem, paro por aqui com meu saudosismo, pois há anos estou a mais de 500 quilômetros longe de nosso ‘campo de batalha’. Também não sou um ‘veterano’ e há outros apaixonados que podem descrever com maior riqueza de detalhes o sentimento que lhes falo.
Enfim, 26 de março é uma data especial, o aniversário de um ‘grande amigo’, que a cada encontro - mesmo a distância - extravaso emoções e dou um tempo nos percalços do dia a dia. Como qualquer amigo, ele proporciona grandes alegrias e também decepções, mas como amigo fiel, não posso me furtar de perdoá-lo.
Em nome desta ‘amizade’ e de todos atleticanos, fica os parabéns aos 86 anos do time de maior torcida do Paraná e a todos os fanáticos que vestem o manto rubro-negro, assim como no verso de Zinder Lins, “somente por amor”.

Júlio César Carignano
jornalista - jc.carignano@gmail.com


Quem se lembra dessa máquina de 85?

Recebí essa foto do Zig da Serpente Tricolor e estou publicando para que o torcedor recorde desse grande time montado em 1985, achei que o Cascavel seria Bicampeão neste ano. Eu me lembro muito bem dessa máquina, e você? Valeu Zig!

Obs.: Click na foto para obter maior resolução

quinta-feira, 25 de março de 2010

Elói poderia jogar com 03 volantes

Estive pensando nesses dias de como o time do Cascavel poderia enfrentar e vencer seus adversários nessa 2ª fase da competição, onde só as melhores equipes permaneceram e nem um adversário entregará fácil uma derrota.
Sabemos que Elói joga no 4-4-2, com um quadrado formado por Ciro, Rodrigo, Sidclei e Kim na frente do goleiro Veloso, sendo dois zagueiros e dois volantes de contenção liberando os avanços dos alas Rafael e Gilson. Sabemos que o desgaste é muito grande e exige demais dos atletas que tem a incubência de formar aquele paredão na frente do goleiro e os jogos fora de casa serão muito difíceis principalmente as partidas contra o trio de ferro da capital.  E noto o cansaço do time sempre apartir dos 15 minutos do 2º tempo, pois a pegada é forte.
Minha sugestão para o Elói é essa: O deslocamento de Kim  para ser mais um volante de contenção alí na frente do quadrado e a inserção de Rondinei alí com Sidclei, adiantando Irineu para chegar na frente formando a dupla de ataque. Assim o volante Kim pode avançar um pouco para compor o meio com Uéverson marcando forte e criando na sequência pois demonstra muita qualidade técnica. Isso dosaria os esforços de todos alí atrás e daria mais  folego para a equipe até o final da partida, dessa forma o time poderia iniciar com: Veloso, Rafael, Ciro, Rodrigo e Gilson, Rondinei, Sidclei, Kim e Uéverson, Irineu e Mineiro. Está aí minha dica professor, temos que reforçar nosso sistema defensivo e jogar no erro do adversário para surpreendê-los no ataque.

CBN Esportes Cascavel é líder de audiência no horário

O programa CBN Esportes Cascavel apresentado pelo competente Jonas Sotter (foto) é líder de audiência no horário, de segunda a sexta das 11:30 as 12:00 e aos sábados das 11:00 as 12:00, para  quem gosta de  ficar bem informado, sobre tudo que acontece no mundo dos esportes, sintoniza o rádio no 1340 AM  nesses horários.
Tenho a maior satisfação em participar do programa, inclusive aos sábados onde o programa é uma festa, e ja caiu no gosto popular, é surpreendente o número de mensagens via email, chat e celular que recebemos, prova de que o programa agrada mesmo os apaixonados por esportes.
Jonas tem um jeito inconfundível de apresentar e opinar. Sua autênticidade mantém  uma relação de amor e ódio com seus entrevistados, polêmico Sotter não alívia, elogia e critica, não deixa nada para depois e isso faz com o que seu programa tenha um tempero especial. E em breve tem novidades vindo por aí. Parabéns Jonas Sotter!

Torcedores do Cascavel se reunirão

Nesta segunda fase do campeonato paranaense de 2010, Cascavel Clube Recreativo enfrenta neste sábado (27/03) o Atletico Paranaense na capital, em busca dos primeiros pontos (já que o primeiro jogo foi paralisado devido chuva) para uma boa colocação na tabela. Nós, torcedores, não poderemos prestigiar a serpente na capital paranaense para dar o apoio a equipe. Mas estaremos reunidos aqui, torcendo para mais uma boa partida do time e a primeira vitória nesta fase. Venha tomar uma cerveja e torcer com a gente. O jogo será às 16 horas e haverá telão. Rua Francisco Schelle, 206 em frente FM Pneus (atrás do banco Itaú da Carlos Gomes). E depois vamos apoiar o futsal. Aguardamos todos vocês!

Luciana Silveira – Serpente Tricolor

Cascavel Futsal joga sábado em casa

O Cascavel Futsal joga a sua 3ª partida válida pela 1ª fase do campeonato paranaense de futsal nesse sábado as 19:30 horas em casa quando enfrentará a equipe de Campo Mourão. O ginásio Sergio Mauro Festugatto será palco para mais um jogão de bola pesada onde a Serpente buscará a sua 3ª vitória seguida no certame.
Nei Victor deverá ter força máxima nesse jogo que é de suma importância para que o Cascavel vença e siga na ponta da tabela, sem dar chance para surpresas, destacando que o Palotina surpreende no começo da competição e também tem duas vitórias sendo que a última derrotou o poderoso Umuarama que tem a maior folha de pagamento do futsal paranaense, seguido da Copagril - Equipe de Marechal Cândido Rondon.
Torcedor, vale a pena comparecer para prestigiar a partida, lembrando que o jogo terá transmissão ao vivo pela CATVE e Paraná Educativa para todo o Brasil.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Muita chuva - Operário e Cascavel tem jogo interrompido

O jogo da 1ª rodada da 2ª fase do campeonato paranaense de futebol entre o Operário e Cascavel foi interrompido aos aos 34 minutos do 1º tempo por causa de forte chuva que inundou o estádio Germano Kruger impedindo a sequência do jogo. O placar ficou paralisado em 1 a 1 com gols Leonardo para o Operário aos 16 minutos e Rincon do CCR aos 24 minutos do mesmo tempo empatou parcialmente a partida. Especula-se que uma nova partida acontecerá na próxima quarta-feira, onde os times jogará o restante do jogo. Agora fica a dúvida, será que o Cascavel venceria a peleja ja que havia empatado? Fica aí a pergunta que será respondida somente a semana que vem.

Cali Manssur reforça o CCR na 2ª fase



Matéria e foto de Patrícia Cabral

Depois de  várias semanas treinando com a equipe, o meia esquerda Calil Manssur , está finalmente liberado para vestir a camisa da Serpente. O atleta ainda não se encontrava à disposição  do clube, pois aguardava  somente o registro oficial, no BID, que ocorreu ontem.
Calil não viajou com o grupo, e não deve entrar em campo  na primeira partida da segunda fase, contra o Operário, pois a regularizaçãoa conteceu apenas no final da tarde desta terça -feira. 'Estava muito  preocupado, pois me encontrava numa situação difícil, treinando, entrosado, e não podendo estar a disposição do técnico, não podendo ajudar o time , esperando  meu nome constar no BID. Agora é continuar trabalhando  com confiança, com disciplina e  disposição, e somar ao Cascavel'. comenta o jogador. Calil, que sentiu a coxa durante o último treino  realizará exames na tarde desta quarta-feira, que definirão se o jogador poderá se juntar ao grupo em Curitiba. Caso seja possível, Calil viaja hoje a noite para a Capital, para se apresentar ao técnico Elói. O atleta de 29 anos, nasceu em Rancharia, interior de São Paulo e já atuou em clubes como Portuguesa Santista, Juventus e Palmeiras. Ótimo passe,  facilidade em jogadas de bolas paradas, e bom finalizador, será a primeira vez que  disputará o Campeonato Paranaense.
Para o técnico do CCR, Elói Kruger , Calil tem características que  contribuirão muito com a equipe :'Ele é um atleta com perfil técnico diferente. Possui um estilo diferente que cadencia o jogo'. 'Vestir a camisa do CCR , é mais uma etapa importante na minha vida profissional.  Farei isso com  muito compromisso, responsabilidade e  doação, buscando sempre somar, e junto com meus companheiros proporcionar muitas alegrias ainda para nossa  torcida, e mostrar toda a qualidade que nosso time tem '. Finaliza o jogador.

Ficha  do atleta

Nome: José  Calil Manssur
Posição: Meia  esquerda
Data nascimento: 09/05/1980
Local :  Rancharia SP
Peso : 77 kg
Altura : 1,77
Clubes em que atuou :
Portuguesa Santista SP
Juventus
Palmeiras
Panionios Grecia
Etti Jundiai
Uniao de  Rondonópolis
Sinop MT

terça-feira, 23 de março de 2010

Cleber Fonseca é o melhor treinador de futebol de cascavel

Encerrou a última e decisiva enquete do blog Magela na Área que fez uma pesquisa para saber qual é o melhor treinador de futebol de Cascavel. E o vencedor foi  Cleber Fonseca - Treinador da escola do grêmio (foto) e que desenvolve um belo trabalho sob a batuta de Jauri Prestes. Cleber inclusive é cotado para comandar o seleção de Cascavel nos jogos da juventude e jogos abertos do Paraná. Espera-se que a grande lembrança que ele teve através da votação em duas oportunidades aqui neste blog possa ajudá-lo no credenciamento de tal função, conhecedor do futebol e sobre tudo didática com os jovens jogadores ele tem, ja que ha muitos anos ele desenvolve seu trabalho não só em Cascavel mas em outras praças como Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro. Saliento ainda que na categoria treinador de futsal Hélio Kallo foi o grande vencedor. Abaixo segue os números finais da enquete:

1º lugar - Cleber Fonseca - 127 votos
2º lugar - Elói Kruger - 77 votos
3º lugar - Dorací - 67 votos
4º lugar - Tuta - 05 votos.

A enquete que gerou esses números estão congelados no lado direito desta página na parte inferior, para simples conferência. O Blog Magela na Àrea agradece todos que interagiram conosco participando de todas as enquetes. Mais uma vez destaco que minha intenção ao realizar tais enquetes foi de homenagear os treinadores que muitas vezes são esquecidos e menosprezados e nada melhor do que tais promoções para agitar o mercado e oportunizá-los. Missão cumprida.

Homenagem - Flash aos campeões de 80!




O torcedor está feliz



Recebo diariamente várias mensagens de torcedores do Cascavel satisfeitos com a performance do time na competição, ha muito tempo não se via um time organizado, centrado e com um objetivo tão bem definido como essa equipe demonstra.
Méritos para um trabalho que começou no final de 2.008 com a diretoria passada que tinha como presidente Jair Bordignon, que juntamente com outros guerreiros comeram o pão ofertado pelo inimigo e lutaram com todas as forças para disputar a competição até o fim e acima de tudo evitar que o time caisse para 2ª divisão, missão cumprida o time permaneceu na divisão de elite e conseguiu demonstrar para a população que começava um novo tempo para o futebol cascavelense. E o trabalho continuou com a nova diretoria capitaneada por Nei Victor na presidência que conseguiu montar uma espinha dorsal administrativa muito importante, além do Nei tivemos a competência de Dileto, Expedito, Rafahin, Laércio, Leonael, Míssio, Dalla entre outros e tudo está caminhando muito bem e espera-se para 2.011 que seja melhor ainda e que o CCR consiga segurar essa comissão técnica que se entrosaram muito bem e ainda tem muito a mostrar para a equipe. Sinceramente espero que no próximo ano, seja inserido muito mais jovens pratas da casa no time, porque tenho a certeza que eles irão credenciar-se para isso com a disputa do paranaense de juniores que se avizinha.
Também não posso deixar de destacar aqui o lindo papel da Torcida Organizada Serpente Tricolor sob os comandos de Zig e Luciana, até aqui estão dando um show e é certeza de um grande crescimento com a ascensão do time, eles tem proporcionado lindos espetáculos nos jogos do Cascavel.

Não está morto quem peleia



Ouví da boca de Nei Victor presidente do CCR Cascavel Clube Recreativo que o time segue firme nessa 2ª fase do paranaense e que não vai haver dispensa no elenco antes do término da competição e que o time vai lutar para buscar a melhor colação possível, visando ser o "campeão simbólico" do interior e que o grupo almeja uma vaga no campeonato brasileiro série D em 2.011.
Atitude acertada da diretoria, mostra respeito para com o torcedor, imprensa e acima de tudo valoriza o investidor que acreditou na equipe.
Elói Kruger e sua comissão técnica tem a missão de motivar os jogadores e fazê-los acreditarem que dá para ir bem mais longe do que se acredita, como diria o velho ditado: Não está morto quem pelia!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Paranaense de futebol - Números finais da 1ª fase

Da Equipe FutebolPR

Jogos: 91
Gols marcados: 241
Média de gols: 2,64
Empates: 24
Vitórias de times locais: 47
Vitória de times visitantes: 20
Total arrecadado: R$ 3.146.328,00
Média de arrecadação: R$ 34.575,03
Total de público: 203.209
Média de público: 2.233

Média de público dos clubes (mandantes)
11.588... Atlético (7 jogos)
4.343... Operário (6 jogos)
2.987...Coritiba (7 jogos)
2.705... Cascavel (6 jogos)
2.457...Paraná (7 jogos)
2.238... Rio Branco (6 jogos)
1.291... ACP (6 jogos)
1.308... Toledo (6 jogos)
1.077...Iraty (7 jogos)
651... Serrano (6 jogos)
521... Nacional (7 jogos)
530... Cianorte (7 jogos)
329... Corinthians Paranaense (7 jogos)
163... E. Beltrão (6 jogos)

Time que mais vezes liderou: Coritiba, treze rodadas
Time que mais vezes ficou na ZR: E. Beltrão e Serrano, treze rodadas
Melhor ataque: Atlético, com 28 gols
Pior ataque: Nacional, 9 gols
Melhor defesa: Atlético e Paraná, 8 gols
Pior defesa: Engenheiro, 32 gols sofridos
Maior goleada: Atlético 8 x 0 Serrano
Placar mais repetido: 1 x 0 (16 vezes)
Time que mais venceu: Coritiba, 8 vezes
Time que mais perdeu: E. Beltrão, 10 vezes
Time que mais empatou: Toledo, 6 vezes
Time com maior série invicta: Atlético, 9 jogos

Artilheiros
7 Gols
Bruno Mineiro (Atl)
Irineu (Casc)
Leandro Bocão (Tol)
6 Gols
Alan Bahia (Atl)
Ceará (Iraty)
5 Gols
Marcos Aurélio e Rafinha (Cori)
Willian (Corinth)
Safira (E. Beltrão)
Serginho Catarinense (Ope)
Marcelo Toscano (PR)
Vinícius (RB)
4 Gols
Netinho (Atl)
Didi, Alex Noronha, Rilber (ACP)
Marquinhos Cambalhota (Cian)
Ariel (Cori)
Ferraz (Tol)
3 Gols
Mineiro e Rodrigo (Casc)
Enrico (Cori)
Airton e Willian Dagol (Iraty)
Clênio (Ope)
Ratinho (RB)
Massai e Renaldo (Ser)
2 Gols
Rhodolfo (Atl)
Marcelo Peabiru, Carlos Lima e Daniel Marques (ACP)
Manoel, Tartá e Marcelo (Atl)
Bruno (Casc)
Flavinho e Leandro (Cian)
Bill, Renatinho e Pereira (Cori)
Thiago Araújo e Leandro (Corinth)
Thomas (E. Beltrão)
Rogério e Heydson (Iraty)
Kim, Márcio e Tiago Potiguar (NAC)
Pará (PR)
Baiano (Ope)
Renan Meduna (RB)
Anderson, Bill e Rodrigo (Tol)
1 Gol
Márcio Azevedo, Bruno Furlan e Raul (Atl)
Luiz Henrique, Tiago, Rebenval, Jean Carlos e Danielzinho (ACP)
Vagner, Sidiclei, Kanela e Ueverson (Casc)
Neílson, Kena, Tico Mineiro, Jean, Vágner Rosa, Brinner e Márcio Nunes (Cian)
Ramon, Marcos Paulo e Jeci (Cori)
André, Rodrigo Batata, Cícero e Oliveira (Corinth)
Macula, Tiago Silva, Luís e Alisson (E. Beltrão)
Tavares, Sílvio, Marquinhos, Arthur e Diogo (Iraty)
Maicon e Luiz Rodrigues (NAC)
Rafael Leandro, Leonardo, Marcelinho, Douglas, Erivaldo, Davi Ceará e Lisa (Ope)
João Paulo, Davis, Diego Corrêa, Everton, Luís Henrique, Márcio Diogo, Guaru, Elvis e Wellington Silva (PR)
Guilherme calado, Gustavo, Alisson, Ives e Nelsinho (RB)
Joel, Índio, Jonathan e Hugo (Ser)
Andrade (Tol)
Gol Contra
1 Gol
Willian (Corinth)

Expulsões: 48
Time com mais jogadores expulsos: E. Beltrão, com 7

Árbitro que mais apitou: Héber Roberto Lopes e Evandro Rogério Roman, 6 jogos

Antônio Valdir dos Santos, Anderson Carlos Gonçalves e Antônio Denival de Morais, 5 jogos

Everaldo Lambert dos Reis, Selmo Pedro dos Anjos Neto, Adriano Milczvski, Edivaldo Elias da Silva, Nilo Neves de Souza Jr. e Jarbe Cassou, 4 jogos

Antônio Marques dos Santos, Sandro Schmidt, Ricardo de Lima Legnani, Ronaldo Parpinelli, Rafael Traci, Cláudio Luiz Pacheco, Rodolpho Toski Marques, Emerson da Silva, Marcos Daniel de Camargo, Leomir de França Cuque, Maurício Batista dos Santos, Fábio Filipus e Leandro Júnior Hermes, 3 jogos

Cléber de Jesus Ausec Ludwig, 2 jogos

Acompanhe a tabela da 2ª fase

As rodadas da 2ª fase já estão definidas. Falta apenas oficializar as datas e os horários. A tabela será homologada nesta segunda-feira pela FPF. Veja abaixo:

1.ª rodada
24 e 25/3
Coritiba x Paraná
Atlético x Corinthians
Iraty x Paranavaí
Operário x Cascavel

2.ª rodada
27 e 28/3
Coritiba x Corinthians
Atlético x Cascavel
Iraty x Operário
Paraná x Paranavaí

3.ª rodada
3 e 4/4
Coritiba x Paranavaí
Atlético x Paraná
Iraty x Cascavel
Operário x Corinthians

4.ª rodada
7 e 8/4
Coritiba x Iraty
Atlético x Operário
Paraná x Corinthians
Paranavaí x Cascavel

5.ª rodada
10 e 11/4
Coritiba x Operário
Atlético x Paranavaí
Iraty x Corinthians
Paraná x Cascavel

6.ª rodada
17 e 18/4
Coritiba x Atlético
Iraty x Paraná
Operário x Paranavaí
Cascavel x Corinthians

7.ª rodada
25/4
Coritiba x Cascavel
Atlético x Iraty
Paraná x Operário
Paranavaí x Corinthians

domingo, 21 de março de 2010

CCR empata com o Coxa e fica em 7º


Em jogo fraco de ambas as equipes o CCR não sai do 0 a 0 com o Coritiba, soma 01 ponto e fica na 7º posição da 1ª fase e jogará apenas uma partida em casa no octogonal decisivo, ja o toledo perdeu em casa para o Paraná clube pelo marcador de 2 a 1 para e cai para 2ª divisão do paranaense de 2.011, digamos que foi um péssimo final de semana para os representantes do oeste.
CCR ja tem compromisso na próxima 4ª feira onde sairá até Ponta Grossa para enfrentar o Operário, agora é torcer para o Cascavel inverter o que foi a 1ª fase da competição quando foi imbatível dentro de casa e fez uma campanha instável fora de casa, é preciso melhorar a sua perfomance fora de casa e garantir uma boa posição final no campeonato, almejando uma vaga na série D do campeonato Brasileiro, porque o título apesar de ser possível ficou muito distante. Vamos a luta Serpente.

Existe gratidão no mundo da bola?

Nesses quase 30 anos que acompanho futebol, não me recordo de ver ou presenciar um treinador que recebesse ajuda ou algo em troca do jogador que ele revelou, orientou e ajudou a dar os primeiros passos rumo a fama e ao estrelato.
Sempre acompanhamos na televisão lindas reportagens com treinadores que revelaram esse ou aquele craque, testemunham orgulhosos e contam detalhes de como tudo começou. Mas o que chama atenção é que tais treinadores continuam lá nos mesmos campinhos, nas mesmas condições, muitos deles não recebem se quer a visita dos atletas revelados e que hoje ostenta fortunas, mansões, carrões e uma vida digna que o futebol proporciona para poucos, nada contra a prosperidade deles, fico feliz, pois a bíblia fala que todo o trabalhador é digno de seu salário. Mais o chama atenção é que no mundo da bola existe muita ingratidão. Muitas vezes o atleta não tem a capacidade de voltar lá onde tudo começou para abraçar e olhar nos olhos do seu professor e lhe dizer muito obrigado, sou grato a Deus e a você que me ensinou. O que posso fazer para retribuir o que fizeste por mim?
Isso raramente acontece, eu nunca tive notícias de que um jogador tenha presenteado seu primeiro treinador com uma casa, apartamento ou um carro. Essa é a melhor gratidão, a do bolso. Aquele que ainda está lá nas mesmas condições fazendo o que ama, descobrindo e oportunizando novos talentos, merece receber tal agradecimento. Pode ser que aconteça tal gesto, mas é certeza de que são de poucos, a grande maioria usa a ingratidão como resposta.

sábado, 20 de março de 2010

CCR precisa vencer o Coxa neste domingo

Neste domingo as 16:50 é o grande dia para o CCR marcar época e entrar para a história, precisa apenas vencer o Coritiba Foot ball Club e contar com a sorte na combinações de resultados nos outros jogos da rodada e garantirá a 3ª posição na tábua de classificação para garantir o direito de mandar 05 jogos em casa dos 07 que terá na 2ª fase. E se isso acontecer pelo retrospecto que a Serpente tem neste ano em jogos mandados dentro de casa o torcedor pode preparar seu terno e a faixa de campeão para comemorar o bi campeonato do Cascavel. Após 30 anos da conquista do 1º título ja é possível sonhar com este triunfo novamente.
O time do CCR está pronto para o embate, foi uma semana boa de treinos preparatório, onde a equipe trabalhou bastante a bola aérea tanto na defesa como no ataque além de insistente jogadas e finalizações trabalhados em espaços reduzidos, característica marcante do trabalho de Elói Kruger que tem a oportunidade de ter  uma grande ascensão como treinador no concorrido campeonato paranaense de excelente visibilidade, sem dúvidas se o Cascavel erguer a taça, será o título de maior expressão conquistado por esse prata da casa que tem ótima comissão técnica, destaque especial  para o preparador físico e assistente técnico José Guedes e também para o Roberto Fumanchu.
Chova ou faça sol, o torcedor tem a obrigação de aparecer para empurrar a Serpente para cima do Coxa. Compareça e faça sua parte fiel torcedor.
O Cascavel terá dois desfalques, Ciro expulso na última partida em Paranaguá contra o Rio Branco e Rafael que levou a terceira tarjeta amarela. Provável escalação: Veloso, Gilberto, Tininho, Rodrigo e Gilson, Kim, Sidclei, Uéverson e Irineu, Mineiro e Bruno.

Foto: patrícia Cabral



Futsal: Ginásio Joaquinzão será liberado para obras

Matéria extraída do site Rádio Gol

Informações de um dos membros do grupo gestor do Clube Atlético Deportivo/Guarapuava, dão conta de que o Ginásio Municipal Joaquim Prestes será liberado para obras, provavelmente na semana que vem, e a idéia é que todo o piso de madeira seja retirado.Segundo estas informações existem três hipóteses para o novo piso do ginásio: A primeira seria piso de cimento com tinta emborrachada (semelhante ao Ginásio Sérgio Festugatto em Cascavel e Arena Malwee-SC); a segunda seria um novo piso de madeira, com novo madeiramento; a terceira seria um piso emborrachado, semelhante as quadras que a Seleção Brasileira de futsal joga.A terceira hipótese é a mais aceita e desejada pelos dirigentes e pelos atletas, por ser um material de alta qualidade e de maior segurança. Contudo, seja qual for a proposta aceita, terá que ser melhor estudada e orçada e, seja qual for a escolha, provavelmente o clube só poderá utilizar o Joaquinzão à partir de Junho.Sem poder contar com o maior ginásio da cidade de Guarapuava, seguem as especulações sobre onde o CAD mandaria seus jogos até o mês de Junho. Segundo as informações do grupo gestor, a possibilidade maior é de que os jogos sejam no Ginásio do SESI, pois o piso do ginásio Trianon estaria em condições muito ruins e a hipótese de jogar já estaria praticamente descartada.Contudo, o SESI também apresenta problemas, como, por exemplo, não possuir cabines de imprensa. Se o clube considerar que não há condições de mandar o jogos no SESI, poderá haver a possibilidade de mandar os jogos no Ginásio da Colônia Vitória, em Entre Rios ou ainda na cidade do Pinhão, mas ainda é muito cedo para afirmar algo de concreto com relação à estes ginásios.Independente de onde sejam mandados os jogos, o grupo gestor estuda fazer mudanças estruturais (cabines de imprensa, bar, etc.) para atender da melhor maneira possível sua torcida, as equipes e os profissionais que atuarão nas partidas. O primeiro jogo do Deportivo no Paranaense de Futsal será no dia 4 de abril, contra a Adeafi pela 4ª rodada do paranaense e o mando da partida é do CAD.http://cliqueesporte.com

sexta-feira, 19 de março de 2010

Bate Papo de Esportes - Um programa que pegou na veia

Quem conhece o Jorge Guirado sabe da sua competência no mundo televisivo. Com mais de 30 anos de janela Jorjão é conhecido mundialmente pelas brilhantes transmissões que faz no automobilismo, futebol e grandes eventos. Além da sua capacidade e competência na direção de TV, a facilidade que tem em descobrir e consagrar talentos é imprescionante, Olga Bongiovanni, Luiz Carlos Largo, Batatinha, Carlos Moraes são alguns nomes oportunizados e lançados na telinha por ele e que hoje despontam no cenário nacional e internacional. Jorge Guirado também é o idealizador e apresentador à 05 anos do programa Bate Papo de Esportes que vai ao ar toda segunda-feira às 19:30. Tudo que envolve o mundo da bola, automobilismo e esportes em geral são debatidos por profissionais da área e convidados especiais. O programa tem um enredo que envolve opinião, polêmica e descontração. Guirado não perdoa vai na jugular de seus entrevistados e traz a baila assuntos imexíveis, o que torna o programa de 1;30 minutos relâmpago, imperdível para quem deseja ficar bem informado, a tônica é essa: Passou no Bate Papo de Esportes, passa nos outros.

Tigrão do Parque - Matéria deste blog repercute na Gazeta do Paraná

Matéria veiculada neste blog no dia 17/03 - Tigrão do Parque - 3º time profissional de Cascavel - dando conta de que nossa cidade poderá receber mais um time de futebol profissional pelas mão de Carlos Alberto Diniz, rendeu uma bela publicação no caderno de esporte na edição de hoje do jornal Gazeta do Paraná feita por Luiz Carlos Wessler. Fato que nos orgulha e nos dá a certeza de que estamos no caminho certo.

Jogo da TV - Coritiba pode endurecer

Domingo 21-03 no estádio Olimpico o CCR tem uma prova de fogo, vencer a forte equipe do Coxa e quem sabe ser até o 3º colocado dependedo de combinações e mandar 05 jogos em casa na fase final. Sabemos que a tarefa não será fácil, mais o fato da equipe do Coritiba entrar em campo com uma equipe mista pode contribuir, essa possíbilidade ainda não está confirmada, haja visto que o jogo está marcado para as 16:50 e terá transmissão ao vivo pela RPC, e isso não é bom para a Serpente, penso que o Coxa não quer fazer feio frente as câmeras televisivas, ou seja ninguém quer vender uma péssima imagem da sua equipe amolecendo e facilitando a partida. Por isso o Cascavel que terá força máxima no domingo, deve jogar como nunca, tem que fazer o dever de casa, não pode dar chances para o inimigo, primeiro tem que passar pelo Coritiba e depois ver o que acontece.

53 equipes ja estão escritas no multicampeonato

Até o momento 53 equipes ja estão escritas no 1º Multi Campeonato realizado pela Liga Metropolitana de Futsal, algo que enche seus organizadores de orgulho pela aceitação da competição. O Conselho Arbitral ocorrerá no dia 25 de Março às 19:30 horas no Ginásio da Neva, Sede da liga e o início da Competição será no dia 04 de Abril, jogos 3ª, 5ª feiras e domingos, nos ginásios do Município de Cascavel ( Neva, Sérgio Mauro, São cristovão, Luvison).
Ainda a espaço para às agremiações que ainda não confirmaram suas inscrições fazê-lo o mais rápido possível, o nº de inscritos limite está se esgotando , ande rápido e garanta sua participação. Categorias masculinas Adulto e Sub-20 são 12 vagas e nas Categorias masculinas Sub-07, 09, 11, 13, 15, 17, Máster e feminino sub-12, sub-16 e livre são 08 vagas. e-mail: lmfutsal@hotmail.com - Telefones: 9146 7528 e 3037 5057. Participe!!!